21/11/2017 / por GLAUCO MALTA

Eis que finalmente mais uma grande “banda” finlandesa vem a Porto Alegre para nossa alegria, e ninguém menos do que o Apocalyptica fechou com “Chave de Ouro” a temporada 2017 de grandes shows internacionais da Abstratti Produtora.
O quarteto está em tour mundial comemorativa de 20 anos do lançamento do aclamado álbum “Plays Metallica By Four Cellos (1996), disco este que fez um estrondo na cena metal pois as releituras traziam versões inusitadas muito pesadas e intensas do Metallica tocadas com 4 Cellos.
Eu sempre gostei do som e acho os músicos talentosos e extremamente virtuosos, e o que me chamou a atenção é que nunca tiveram a “chatice cansativa e repetitiva” que as vezes toma conta em excesso quando a virtuose supera ao feeling, e eles conseguem mesclar de forma perfeita o virtuosismo e feeling.
Mas vamos ao que interessa que é a apresentação deles, ao vivo a coisa ganha uma outra dimensão, a massa sonora que sai dos 4 Cellos unidos a bateria pulsando e ditando o ritmo das músicas empolga qualquer plateia; e nesta noite no Bar Opinião não foi diferente, colocaram o público para cantar os clássicos junto com eles.
Tocaram na íntegra o álbum “Plays Metallica By Four Cellos”, dividindo a apresentação em duas partes, a primeira somente o quarteto de Cellos no palco tocando o disco na ordem que foi gravado até “Welcome Home (Sanitarium)”, após um breve intervalo retornaram com a segunda parte contando com o acompanhamento do baterista “Mikko Sirén” mesclando o restante das músicas do disco com outros clássicos do Metallica.
Para os desavisados que nunca assistiram shows de bandas finlandesas e acham que o povo é frio, devo dizer que estão redondamente enganados e o frontman da banda Eicca Toppinen por diversas vezes pegou o microfone para conversar com a plateia e agradecer a presença de todos nesta noite, demonstrando sempre muita alegria por estarem tocando para uma plateia tão receptiva, e disse que gostou demais e que voltarão assim que possível.
Fizeram uma homenagem ao Sepultura e ao AC/DC (que na semana passada perdeu seu membro fundador Malcon Young) fazendo inserções de trechos de “Chaos A.D.” e “Thunderstruck” no meio de “Seek And Destroy” do Metallica, foi simplesmente “animal”.
O Apocalyptica demorou para vir, mas quando por aqui chegou compensou toda a espera com um show simplesmente magnífico, que voltem logo.

SET LIST

1ª Parte -  Apenas com Quarteto de Cellos
01 – Enter Sandman
02 – Master Of Puppets
03 – Harvester Of Sorrow
04 – The Unforgiven
05 – Sad But True
06 – Creeping Death
08 – Wherever I May Roam
09 – Welcome Hoem (Sanitarium)

2ª Parte - Com o Baterista  Mikko Sirén
10 – Fade To Black
11 – For Whom The Bell Tolls
12 – Fight Fire With Fire
13 – Until It Sleeps
14 – Orion
15 – Escape
16 – Battery
17 – Seek And Destroy

BIS
18 – Nothing Else Matters
19 – One